Home
Links
Bible Versions
Contact
About us
Impressum
Site Map


WoL AUDIO
WoL CHILDREN


Bible Treasures
Doctrines of Bible
Key Bible Verses


Afrikaans
عربي
Azərbaycanca
Bahasa Indones.
বাংলা
Български
Cebuano
Deutsch
English
Español
فارسی
Français
հայերեն
한국어
עברית
हिन्दी
Kiswahili
Кыргызча
മലയാളം
नेपाली
日本語
O‘zbek
Peul
Polski
Português
Русский
Srpski/Српски
தமிழ்
తెలుగు
ไทย
Türkçe
Українська
اردو
Uyghur/ئۇيغۇرچه
ייִדיש
Yorùbá
中文


ગુજરાતી
Hausa/هَوُسَا
Latina
Magyar
Norsk

Home -- Portuguese -- Romans - 039 (Man without Christ always Fails before Sin)

This page in: -- Afrikaans -- Arabic -- Armenian -- Azeri -- Bengali -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- French -- Hebrew -- Hindi -- Indonesian -- Malayalam -- Polish -- PORTUGUESE -- Russian -- Serbian -- Spanish? -- Turkish -- Urdu? -- Yiddish

Previous Lesson -- Next Lesson

ROMANOS - O Senhor é a nossa Justiça
Estudos na Carta de Paulo aos Romanos

PARTE 1 - A Justiça de Deus condena todos os pecadores, justifica e santifica todos os crentes em Cristo (Romanos 1:18 - 8:39)
D - O Poder de Deus nos livra do Poder do Pecado (Romanos 6:1 - 8:27)

5. O homem sem Cristo sempre cai em pecado (Romanos 7:14-25)


ROMANOS 7:14-25
14 Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado. 15 Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço. 16 E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. 17 De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. 18 Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. 19 Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. 20 Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. 21 Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. 22 Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; 23 mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. 24 Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? 25 Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.

Paulo nos mostra como o homem natural vive sem Cristo, sob o pesadelo com medo da lei. Ele não esclarece essa leitura, que é o pico de auto-realização, através da imaginação filosófica, ou ideologias, mas ele descobre o homem natural através de uma confissão emocionante pessoal. O Espírito Santo tinha suavizado sua consciência apostólica tanto que ele sentiu que mesmo a menor distância a partir da vontade de Deus como um evento fatal.

Paulo diz: "eu sou carnal, enquanto eu olho para a minha própria capacidade. Cada homem é carnal, porque ele perdeu a imagem da glória de Deus já dado a ele. Todos pecaram e carecem da glória de Deus. Eles se corromperam, e o espírito da lei pune-los em suas consciências para o seu egoísmo se vangloriou. Os santos particularmente perder a esperança da Palavra de Deus, porque ouvem a declaração: "Sereis santos, porque eu sou santo", ou tornam-se quebrado por ordem de Jesus: "sereis perfeitos como vosso Pai do céu é perfeito ". Paulo confessa com o sofrimento psicológico que o homem natural é incapaz de cumprir a vontade de Deus por seu próprio poder. Como é terrível a confessar a incapacidade do poder humano!

Apesar disso, há um grande desejo em cada homem a fazer o bem e para viver pura e santa. Mesmo o menor de pessoas tem esse desejo. Portanto, não devemos apenas falar sobre o pecado e seu poder, nem devemos ser arrogantes com outras pessoas, mas é necessário reconhecer o restante da lei de Deus nas mentes de todos, já que nenhum homem é tão mal que ele faz Não quero ser bom. É lamentável que aquele que procura dar resposta a este anseio não continuamente, e age contra a sua boa vontade. Esta é a coisa estranha sobre o homem. Ele é inimigo de si mesmo. Ele trai sua boa vontade, e ultrapassa a voz de sua consciência. O pecado em nós é mais forte do que nossa mente, e a lei de Deus governa sobre cada homem, apesar de sua boa intenção.

Por que não podemos viver pura, e continuar no amor de Deus? Porque o homem sem Deus é possuída pelo pecado. Todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. A probabilidade de fazer o mal também é encontrada entre os crentes se eles não são mantidos por Cristo. Não temos, em nossos corpos, o poder de cumprir a vontade de Deus. Essa decisão implica a maior confissão de falência do homem. O próprio Paulo confessou esta situação quando ele disse: "Eu sei que em mim (isto é, na minha carne) nada de bom habita ... Para o bem que hei de fazer, eu não faço, mas o mal que não vai fazer, que eu pratico. "Você confessar este fato com Paulo, e admitir que você é um criminoso? Você vai se comprometer a sua auto poluída para a graça do eterno Juiz?

O apóstolo chama cada homem um escravo do pecado, porque o seu poder foi desenvolvido para uma espécie de lei, que ele chama da lei do pecado. Nosso cativeiro para o mal tornou-se uma lei, e esta escravidão tornou-se doloroso para nós, porque em nossas mentes sabemos nossos deveres, e quero fazê-las, mas não podemos. Isso traz desespero, porque você agita as barras da prisão em que se encontra e não pode deixá-la. Nós somos todos prisioneiros de nosso egoísmo. No entanto, Cristo vos chama, ao mesmo tempo, para nada menos que a perfeição de Deus. Você reconhece a esquizofrenia em cada homem? Ele quer fazer o bem, mas ele não pode fazê-lo por si mesmo.

Não há ajuda? Paulo nos orienta para a última profundidade de conhecer a si mesmo poluída, sendo que a salvação não é encontrado em fontes como a sua autojustiça, sua retidão, sua capacidade, ou a própria lei. Tem o testemunho do apóstolo libertou-se da sua fé superficial, e levado para longe ao pessimismo sobre todos os tipos de humanidade? Os educadores são mentirosos, e os filósofos são tolos se lhes falta a sabedoria do Espírito Santo. Eles não reconhecem o seu limite. Bendito é o crente que sabe, antes da santidade de Deus, que ele em si é falsa, pecaminosa, e perecendo. Bem-aventurado o homem que reconheceu o julgamento severo da lei sobre sua auto-escravizados, e tornou-se livre de todos os inclinação para a justiça humana, e que não acredita no campeonato do homem, mas confia em Cristo.

Graças a Deus! Para Jesus é o Victor, sem a qual estamos perdidos e a auto-enganadores como todos outros. Ele nos deu a verdade e um novo poder. Seu Espírito Santo nos dá a vida e nos conforta, nos dando esperança certa no único Salvador.

ORAÇÃO: Ó Pai santo, nós adoramos e te glorificamos com todo nosso coração, porque você não nos deixou em desespero, mas que você enviou o seu Filho Cristo para nós, um Salvador e Redentor de todos, e através de sua justiça o Espírito veio para nós. Abrirmos nossas mentes para que ele pode abrir a prisão de nossos pecados, e consagrar-nos a conduta santa, juntamente com todos os crentes em nossa nação e em todo o mundo.

PERGUNTA:

  1. O que Paulo confessar sobre si mesmo, e o que faz esta confissão significa para nós?

Em mim (isto é, na minha carne) não habita bem algum;
o querer está comigo,
mas como executar o que é bom eu não sei.
O bem que eu vou fazer, eu não faço;
mas o mal que não quero, esse faço.

(Romanos 7:18-19) PARTE 1 - A Justiça de Deus condena todos os pecadores, justifica e santifica todos os crentes em Cristo (Romanos 1:18 - 8:39) -

www.Waters-of-Life.net

Page last modified on February 15, 2012, at 08:16 AM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.50)